I Seminário de promoção da Cultura de Paz

O Instituto Terre des hommes Brasil realizou no último sábado, dia 23 de novembro de 2019, o I Seminário de Adolescentes e Jovens Promotores da Cultura de Paz em Fortaleza para promover o protagonismo juvenil. O evento ocorreu na escola Matias Beck, no Mucuripe, e contou com rodas de conversas, oficinas, debates e apresentações culturais.

A ação faz parte do Projeto Mucuripe da Paz desenvolvido, no grande Mucuripe, pelo Instituto Terre des hommes em parceria com a KNH, com o objetivo de promover uma cultura de paz e relações de cuidado nas comunidades da capital.

Visando fortalecer o protagonismo juvenil, o seminário foi pensado e organizado pelos próprios jovens, tendo como suporte a equipe do Instituto, como relata a assessora comunitária do projeto, Evelyne Lima, que conta que desde o primeiro semestre os jovens vêm se reunindo e planejando o evento.

O seminário é resultado de um trabalho de muito tempo, foi pensando ainda no primeiro semestre pelos nossos adolescentes, desde a elaboração da programação e o convite de outros projetos. Eu estava só assessorando as ideias que eles pensaram em realizar.

Evelyne Lima

O seminário reuniu jovens de cinco comunidades do Serviluz, Bom Jardim, Pirambú, Ancuri e Santa Maria, além do Grande Mucuripe. Um dia de muito debate sobre temáticas que impactam diretamente na vida da juventude periférica, como o extermínio da juventude negra e a cultura de paz nas comunidades em que vivem, além da troca de vivências entre eles.

O jovem artista e integrante do projeto JAP (Jovens Agentes de Paz) do Centro de Defesa da Vida Herbert de Sousa (CDVHS), Jorge Costa, afirma que é muito importante promover momentos como esse que abordam o protagonismo juvenil. “A gente enfrenta muita coisa, principalmente, nós jovens da periferia, negros, LGBT’s. É um mar de particularidades, mas que precisamos ser escutados e quando tem eventos como esse, em que a juventude fica à frente, isso faz com que a gente se sinta representado”, ressalta Jorge.

Dentre os projetos e grupos de jovens que participaram do I Seminário de Adolescentes e Jovens Promotores da Cultura de Paz em Fortaleza, estavam presentes a Associação Santo Dias, CDVHS, CEDECA-CE com grupos de jovens do Pirambú, Grêmio Murilo Borges, Castelo de Rima e Associação Titanzinho com o coletivo Servilost, além dos jovens do projeto Mucuripe da Paz.

Para Georgiane Carvalho, do coletivo Servilost, além de participar de eventos como esse, o mais importante é trazer sua experiência na comunidade para compartilhar com outros jovens “ações como essas são muito importantes, primeiro pela troca de a gente estar junto e estar falando de temas que são muito ligados a nós que somos da favela, mas o principal é a troca mesmo, cada um falar da sua vivência na sua comunidade”, afirma Georgiane.

Participe

Existem diversos meios de apoiar o nosso trabalho.

Seja Parceiro
Encoraje-nos a continuar trabalhando em favor da infância e da juventude
Seja Financiador
Ajude-nos a melhorar o futuro de milhares de crianças e adolescentes
Seja Doador
Crie mais oportunidades para crianças e adolescentes em todo o Brasil
Seja Voluntário
Suas habilidades são valiosas, use-as para ajudar crianças e adolescentes