Prevenção da violência contra crianças e adolescentes é tema de avaliação

O Instituto Terre des hommes Brasil realizou a autoavaliação das ações centrais do projeto Por um Mucuripe da Paz. A ação faz parte da última etapa do Projeto. O objetivo da ação é analisar o alcance dos indicadores quantitativos e qualitativos referentes à prevenção da violência comunitária contra crianças e adolescentes neste ano. 

A entidade promoveu uma manhã de apresentação dos objetivos da autoavaliação, o levantamento dos avanços, desafios e estratégias realizadas neste ano e analisou a gestão para finalizar. Para ministrar esse momento a atividade contou a presença da presidência e consultoria técnica do Instituto, dos parceiros e da equipe e adolescentes que fazem parte do Projeto.

No inicio da tarde a formação contou com a participação dos grupos, entidades e representantes comunitários que ajudaram na execução do projeto com a parceria na realização de diversas atividades, entre elas, atos, oficinas e seminários. Na ocasião, debateram sobre os resultados obtidos e o monitoramento dos indicadores do modelo de prevenção implementado pelo projeto. 

Por fim, construíram as estratégias para as ações do projeto em 2020 e as perspectivas futuras junto à Kindernothilfe (KNH), cofinanciadora do projeto. A Kindernothilfe é uma agência de desenvolvimento, fundada em 1959 na Alemanha, com enfoque na criança e no adolescente, que cofinancia o Mucuripe da Paz desde 2016.

A psicóloga e consultora especializada em Justiça Juvenil do Instituto, que facilitou a autoavaliação, Lastênia Soares, que mediu todo o momento de avaliação, destacou a importância da avaliação para o projeto:

Precisamos realizar o monitoramento das ações, pois só assim teremos uma análise correta dos indicadores alcançados e das lições aprendidas com sua execução.

A assistente social e assessora técnica do Instituto, Paula Rodrigues, explica que essa ação tem o intuito de promover um momento de reflexão sobre os próximos passos. “A autoavaliação ajuda no entendimento sobre nossa caminhada nas escolas e comunidade. Só assim sabemos se a aplicabilidade do modelo de prevenção está funcionando”, afirma Paula. 

O supervisor do Eixo de Disseminação do programa Rede Aquarela da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) e parceiro do Instituto, Josiberto Oliveira, disse que o encontro foi importante porque oportunizou um momento de troca de experiências entre as entidades que fazem parte da Rede de Cuidados:

Para mim foi muito importante, enquanto gesto e cidadão, fazer parte desta rede e participar desta avaliação para identificar os obstáculos, superar os desafios e celebrar os avanços que foram alcançados neste ano.

Participe

Existem diversos meios de apoiar o nosso trabalho.

Seja Parceiro
Encoraje-nos a continuar trabalhando em favor da infância e da juventude
Seja Doador
Crie mais oportunidades para crianças e adolescentes em todo o Brasil
Seja Financiador
Ajude-nos a melhorar o futuro de milhares de crianças e adolescentes
Seja Voluntário
Suas habilidades são valiosas, use-as para ajudar crianças e adolescentes